Terça, 05 de julho de 2022
Brasília 19º MIN 28º MAX
Dólar R$ 4,1944
domingo, 06 de março de 2022 às 12:42

Investimentos avançam 17,2% em 2021, de acordo com o IPEA

Foto: CNI

Os investimentos avançam no Brasil e, no acumulado de 12 meses, em 2021, têm crescimento de 17,2%, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Os dados são do Indicador Ipea de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF).

A FBCF é composta por máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos. A evolução do indicador representa aumento da capacidade produtiva da economia e a reposição da depreciação do estoque de capital fixo.

Considerando apenas dezembro, o indicador mostra um crescimento de 2,7% na comparação entre dezembro e novembro de 2021, na série com ajuste sazonal. Com isso, o quarto trimestre fechou com uma alta de 0,4%. Nas comparações com os mesmos períodos de 2020, enquanto dezembro registrou uma queda de 6,4%, o quarto trimestre cresceu 3,4%.

Componentes do indicador

O consumo aparente de máquinas e equipamentos, que corresponde à produção nacional destinada ao mercado interno acrescida às importações, apresentou um avanço de 9,3% em dezembro, encerrando o quarto trimestre com uma alta de 3,7%.

A produção nacional de máquinas e equipamentos avançou 0,5% em dezembro e a importação cresceu 11% no mesmo período. Com isso, as importações cresceram 5,9% no quarto trimestre. A produção nacional, por sua vez, encerrou o período com uma queda de 1,6%. No acumulado em doze meses, a demanda interna por máquinas e equipamentos registrou um aumento de 23,6%.

Os investimentos em construção civil também avançaram em dezembro, na série dessazonalizada, registrando alta de 0,6%. Com isso, o segmento registrou um avanço de 0,7% no quarto trimestre, encerrando 2021 com expansão de 12,8%.

Fonte: Agência Brasil

Mais do AZ Brasília

Inflação pelo IGP-DI cai para 1,5% em fevereiro
Queda na inflação
Inflação pelo IGP-DI cai para 1,5% em fevereiro
Nascidos até 1968 podem agendar saque de valores esquecidos
Valores esquecidos
Nascidos até 1968 podem agendar saque de valores esquecidos
Consumo das famílias tem queda de 1,13% em setembro
Queda no consumo
Consumo das famílias tem queda de 1,13% em setembro

Dê sua opinião: