Segunda, 15 de agosto de 2022
Brasília 19º MIN 28º MAX
Dólar R$ 4,1944
segunda, 19 de julho de 2021 às 17:43

Comissão aprova projeto que prevê uso de fundo ambiental para ações de extrativismo sustentável

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira (16) o Projeto de Lei 5048/20, que torna o extrativismo sustentável uma das áreas prioritárias para aplicação de recursos do Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA), previsto na Lei 7.797/89.

A comissão acolheu o parecer da relatora, deputada Carla Zambelli (PSL-SP). “Com a proposta, famílias que assentam sua subsistência na agricultura e na criação de animais poderão contar com mais um tipo de incentivo, de forma a assegurar a perpetuidade da cultura de extrativismo”, afirmou.

A proposta é de autoria do deputado Célio Studart (PV-CE). “Ao contrário do que prega o senso comum, a defesa do meio ambiente não se descola do desenvolvimento econômico”, disse Studart. “O que se busca é a coexistência entre os dois. Afinal, a finalidade do ambientalismo é a proteção da vida.”

O FNMA atualmente apoia iniciativas para utilização racional e sustentável de recursos naturais, como as unidades de conservação, a educação ambiental e a recuperação de áreas degradadas. O extrativismo sustentável é uma forma de exploração da natureza por meio de técnicas com mínimo impacto ambiental.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Com informações da Agência Senado

Mais do AZ Brasília

China e EUA anunciam  acordo bilateral durante COP 26
COP 26
China e EUA anunciam acordo bilateral durante COP 26
Fogo na Chapada dos Veadeiros afeta 14 mil hectares
Incêndio em Goiás
Fogo na Chapada dos Veadeiros afeta 14 mil hectares
Filhotes de ararinhas-azuis nascem no Brasil após 20 anos de extinção
Meio ambiente
Filhotes de ararinhas-azuis nascem no Brasil após 20 anos de extinção

Dê sua opinião: