Quarta, 22 de setembro de 2021
Brasília 19º MIN 28º MAX
Dólar R$ 4,1944
segunda, 26 de julho de 2021 às 17:27

Butantan libera 1,5 milhão de doses da Coronavac ao PNI

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O Instituto Butantan entregou na manhã desta O Instituto Butantan entregou na manhã desta segunda-feira (26) mais 1,5 milhão de doses da vacina contra o SARS-CoV-2 ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde.

Com a nova entrega, as liberações chegam à marca de 60,149 milhões de doses fornecidas ao Ministério da Saúde desde 17 de janeiro deste ano, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com dados do Instituto Butantan, desde o dia 14 de julho até hoje, foram entregues 7 milhões de doses da vacina. Essas novas entregas são referentes à produção de um novo lote de 10 milhões de doses processadas a partir dos 6 mil litros de ingrediente farmacêutico ativo (IFA), recebidos no dia 26 de junho.

As vacinas liberadas hoje fazem parte do segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi concluído em 12 de maio. O Butantan trabalha para completar, até o fim de agosto, 100 milhões de doses disponibilizadas ao PNI.

A matéria-prima recebida em junho foi envasada no complexo fabril do Butantan, na zona oeste da cidade de São Paulo, e passou por etapas como embalagem, rotulagem e controle de qualidade das doses.

Na madrugada do último dia 13, o instituto recebeu carga recorde de 12 mil litros de matéria-prima para produzir e entregar outras 20 milhões de doses.

Fonte: Com informações da Agência Brasil

Mais do AZ Brasília

Operação da PF investiga fraudes no Ministério da Saúde
Saúde
Operação da PF investiga fraudes no Ministério da Saúde
Governo zera imposto de remédio para câncer
Isenção de Imposto
Governo zera imposto de remédio para câncer
Aplicativo deve agilizar pré-cadastro de doadores de medula óssea
Saúde
Aplicativo deve agilizar pré-cadastro de doadores de medula óssea

Dê sua opinião: